*...O Palhaço...*

"Diz uma história que numa cidade apareceu um circo, e que entre seus artistas havia um palhaço com o poder de divertir, sem medida, todas as pessoas da platéia.
O riso era tão bom, tão profundo e natural, que se tornou terapêutico.
Todos os que padeciam de tristezas agudas ou crônicas eram indicados pelo médico do lugar para que assistissem ao tal artista que possuía o dom de eliminar as angústias.
Um dia porém um morador desconhecido, tomado de profunda depressão,procurou o doutor.
O médico então, sem relutar, indicou o circo como o lugar de cura de todos os males daquela natureza, de abrandamento de todas as dores da alma, de iluminação de todos os cantos escuros do nosso jeito perdido de ser.
O homem nada disse, levantou-se, caminhou em direção à porta e quando já estava saindo, virou-se, olhou o médico nos olhos e sentenciou:


-"não posso procurar o circo... aí está o meu problema:
eu sou o palhaço".

(*)
*Desconheço a autoria*

25 Comentários:

Menina do Rio disse...

Pois é... nem sempre o que cura todos os males, cura a si mesmo

Um beijo
:)

sinhã, a. disse...

Fica a faltar o anjo - para a união divinal. :-)

Espaço do João disse...

Também recebi a beijoca e recolhi as pétalas de bom grado. Venha mais ventos desse lado. Um beijo florido. João

Espaço do João disse...

Então minha amiga.
Não sabe que os palhaços choram a rir? Quantas vezes eles teem seu coração tão apertado e, mesmo assim fazem com que todos os outros riam à gargalhada? Meditemos no palhaço...

Å®t Øf £övë disse...

Tantas vezes nos ocupamos e preocupamos a cuidar dos outros, que nem nos apercebemos que estamos a descuidar de nós.
Bjo.

de dentro pra fora.... disse...

Então fica a faltar o remédio para a cura..(dos outros)
È para nos fazer pensar um pouco em nós....

de dentro pra fora.... disse...

Então fica a faltar o remédio para a cura..(dos outros)
È para nos fazer pensar um pouco em nós....

Dias disse...

Sempre os achei personagens sinistras, os palhaços.
Mimicos incriveis, por vezes grandes atletas, mas no meu caso nunca cumpriram com a tal missão de divertir o povo.

Sejamos francos: passar os dias a ouvir a gargalhada das crianças não pode ser saudavel :)))

Saudavel, e muito, é este abraço beijadissimo, que te borre a pintura todinha.

Bom post miuda

[*]

kakauzinha disse...

E quantas vezes neste "circo" que é a nossa vida nos sentimos "o palhaço", com um sorriso no rosto e a alma em lágrimas. Entendo-te, querida Mi, também me sinto assim.

Deixo-te um abraço e um beijo, sempre com aquele gostar de quem nunca te esquece.:)[*]

Miguel Ferreira disse...

E por isso devemos olhar nos olhos de quem sorri... Neles encontras a alegria ou tristeza no seu estado mais puro.

Beijos

impulsos disse...

Sabes amiga momentos, este pequeno texto, fez-me lembrar algo que um dia escrevi. Fui procurar e deixo-o aqui:

A magia foi embora
E ao fim de algum tempo
O espectáculo terminou
A cortina fechou
A magia desapareceu
E o palhaço
Desolado... chora!
Ninguém lá de fora
Se apercebeu
Do sentimento
De alguém que também ama
E se engana...
Ninguém se importa
Se está feliz...
Ou triste...
Só o espectáculo
A figura engraçada
Que divertiu
Quem a ele assistiu
E isso bastou
E até o palhaço sorriu
Na derradeira hora...
Chegou ao fim o espectáculo
Não voltará a ser palhaço
Vai embora
Com uma rosa negra na mão
Um aperto no coração
E a alma estraçalhada!


Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
sinto,
a dupla tristeza,
de palhaço sem riso,
na pista, sem circo,
no tempo . . .
,
conchinhas
,
*

Maria Clarinda disse...

E como é tantatas vezes verdade, não só neles que a maior parte das vezes riem e fazem rir com vontade de chorar...mas, até nós mesmas(os) quantas vezes vestimos uma farde semelhante pensando com isso aguentar todos os males...e, no fim a farda rasga-se e...resta-nos apenas aquilo que tentámos esconder.

Lindo o teu post.
Eu...já vesto mtas vezes uma farde de palhaço!
Jinhos mil

Maria disse...

Imagino quantas vezes os palhaços fazem rir quando estão completamente rasgados por dentro....

Um beijo

Goddess Night disse...

Amiga, eu sempre tive um certo fascínio pelas pessoas que dedicam a sua vida ao circo. Gosto dos trapezistas, contorcionistas e afins, mas nunca achei piada aos palhaços. Quando criança recordo-me de me sentir até um pouco desconfortável, porque raramente me faziam rir. Depois, era sempre aquela chatice do palhaço rico e o palhaço pobre. E a ideia de que por trás da caracterização do palhaço existe uma pessoa real muito triste...Nunca fui muito dada a esse tipo de tristezas.
No entanto, respeito imenso o trabalho deles, gosto das roupas, das cores...Aproveito para fazer a minha homenagem à nossa grande mulher por quem nutro uma especial admiração, a nossa palhaça Teté:D.
Gostei de te ler, e ainda com saudades tuas me vou, porque já me estou a alongar.
Beijo imenso de quem gosta de ti.

conhecimento disse...

CADA UM DE NÓS TEM, O SEU LEMA, tem a sua arte, tem o seu contributo soluções e préstimos para alheios, mas para nós temos sempre de recorrer a terceiros e lá está o ditado que diz que cada macaco no seu galho.
Também o alegre palhaço precisava de ajuda e pelços vistos a ignorância do médico atirou com ele para o fundo.

By Sniqper ® disse...

O circo está sempre presente, chama-se Vida...
Qual o lugar que ocupamos nesse imenso espectáculo será uma decisão nossa, uma procura...

Marrie disse...

É preciso q saibamos reconhecer o q nos demonstra não apenas o sorriso, mas antes o olhar de quem sorrir! Apesar disso, tbém não podemos negar o qto nos pode fazer bem a alegria real. Freud já dizia: "Qdo começamos a sorrir dos nossos próprios problemas, é q já estamos começando a nos curar!"
bjs doce Momento

Elsa disse...

A tua história, é a nossa história. Cabe a cada um nós encontrar a cura... a cura, está em nós.
Beijo

rosa dourada/ondina azul disse...

O que cura uns pode não servir para outros, assim como o que hoje nos fez bem, amanhã pode fazer-nos mal.



P.S.-Só agora descobri como funcionam os teus post e os comentários. Não tinha visto a seta à direita. Só agora a descobri...:(

Beijo com muito carinho p ti,

Divinius disse...

Circo...
Beijo no teu coração lindo*))

Berta Helena disse...

Faz pensar. Quantas vezes neste circo da vida nos esquecemos de nós.

Beijinhos.

BlueVelvet disse...

Olá querida amiga.
Sabes que os palhaços nunca me fizeram rir.
Sempre tive exactamente a ideia, que por baixo da máscara se esconde alguém que sofre.
Lindíssimo o teu texto.
Muitos beijinhos Chuac, chuac

Dream!? disse...

Quantas sao as vezes que conseguimos ajudar os outros mas... tão dificil é, ajudar-nos a nós mesmos...
Parabéns, excelente texto ;)

Marcos Mello disse...

Olá pessaol... eu sou esse palhaço...